segunda-feira, dezembro 31, 2007

[REPORTAGEM] Dêem skillz aos artistas!

2007 reservou-nos muitas surpresas. Algumas delas vão sendo exploradas no Otites durante esta última semana no ano e nas vindouras. A música portuguesa é uma dessas surpresas. Defendida "caninamente" por uns, desprezada por outros, a verdade é que a informática levou à democratização da música nacional e à consequente inundação do mercado e da Internet pelos artistas (orgulhosamente) lusos.

O hip-hop é um género que está a sentir essa avalanche de talentos. Debaixo de cada pedra está um grande MC e em cada esquina um DJ mago nos pratos. Depois do MySpace ter mostrado algumas dessas estrelas, a plataforma nacional “Palco Principal” vai recolhendo alguns dos verdadeiros artistas da arte de bem rimar com ou sem flow e com ou sem skills.

Numa busca meticulosa, obtivemos resultados interessantes no hip-hop tuga. Com males de amor, gangsta rap made in Arrentela, traições com bitches pelo meio, whiggers revoltados com a sociedade, eles compõem o ramalhete do RAP/hip-hop português. E quem lidera este movimento? Difícil resposta, mas apontamos alguns líderes desta dinâmica com os incontornáveis MC Amaro, Warrioz do Ghetto (“Warrioz do Ghetto” no original), MC PO, MC Baby Pulla ou Cissy O.S. só para dar alguns exemplos.

A estética, intrinsecamente ligada ao hip-hop não pode ser descurada, por isso, nesta investigação que agora toma a forma de uma lista (onde muitos ficaram de fora e merecem uma segunda oportunidade) a música (basta carregar no play para ouvir) junta-se à poesia e às fotos (ampliáveis num clic) dos artistas. ‘Sse Bem?

5ª Posição: MC PO - "Volta pa trás"


Este MC divide a sua actividade musical entre duas grandes capitais do hip-hop: Bielefeld (Alemanha) e Vale de Cambra. A sua fotografia sugere que partiu com os progenitores para aquele país emigrando para uma vida melhor. Este tema “Volta pa trás” (“Volta pa trás” no original) versa sobre uma moça, objecto do amor de MC PO, que seguiu para a frente e não quer estar “à frente da lareira” voltando-lhe as costas. O sotaque (açoreano) dá aquele ar cosmopolita que só o rap português emigrado é que consegue.

Apesar da inveja de terceiros (“lo0l esta pagina aki deve ser pa gozar ou o karalho =P unca vi koisa tao ma.. so msm kuando a minha irma mais nova chorava pk tava kagada =P”) é preciso é força de vontade para um brilhante futuro. Força PO!



4ª Posição: Cissy O.S. - "Amo-te"

A Sara Aka Cissy O.S. pertence à crew de Olivais sul e apenas com um tema mostra já uma grande maturidade na manipulação das rimas e do amor. Neste tema, Cindy manda calar o “damo” ao qual “deixou claro que ama e que é tudo para ela” e mostra que do alto dos seus 16 anos os sentimentos são fortes e “para sempre”. Temos MC quando ouvimos o final do telefonema: “népia, depois falamos”.



3ª Posição MC Amaro ft. RDS5 – "Traição"


MC Amaro (ou Jorge) canta “A Capella” (“A Capella” no original) e começou por brincadeira “não faço isto por fama muito menos para ganhar dinheiro, mas sim por gosto...LOL” até porque “vo treinar bastante ate xegar ao patamar de cima e provar k consigo fazer o k keru , nunca vo desistir de nd se continu no palco keru agradecer a um grande amigo k me apoiou RDS5”. Quem fala assim não é gago! Neste tema, “Traição”, fala sobre a sua namorada que também era namorada de outro e como a apanhou com esse malfeitor no jardim, levando esta situação a uma escalada de gravidade, incluindo “a roupa atirada e espalhada pelo quarto”, prova máxima do desespero amoroso não correspondido. “Movimentando multidões” (sic), MC Amaro tem um flow muito próprio que, num futuro recheado de albúns multiplatinados, pode funcionar como imagem de marca.



2ª Posição: The Kid – "Só eu e tu"


The Kid aproveita a sua tenra idade e a sua voz pré-pubere para alcançar os agudos que o R&B exige. "Aqui têm um grande artista” afirma The Kid, até porque “com apenas 17 anos, The Kid reúne todas as condições para ser considerado mais que um simples artista. Oriundo das melhores cidades do mundo - Paris, The Kid veio para ficar neste universo musical, onde desde cedo começa a ser considerado um jovem com grandes possibilidades de ser reconhecido neste universo musical” (sic). A caminhada rumo ao estrelato tem provas concretas em salas, palcos e locais de difícil penetração e onde apenas os artistas consagrados conseguem singrar: “The Kid rapidamente atingiu o 12º Lugar (no Rap/Hip Hop) no Palco Principal”. Mais palavras não são necessárias quando a ambição do The Kid fala por si: “Elogiado por "verdadeiros artistas", criticado e julgado como um "futuro" artista comercial, e considerado um grande talento na música pelos ouvintes, The Kid é aquilo que se chama um verdadeiro e grande: ARTISTA.”



1ª Posição: Warrioz do Ghetto – "Estigas ao Cris(Tina)"


No Top da pirâmide dos melhores figura Warrioz do Ghetto (“Warrioz” no original) que junta ao hip-hop uma veia experimentalista com o field recording, a poesia ácida do gangsta rap e a métrica burlesca que só os versos populares nos podem oferecer: “Carlos Cabeçana/o teu pai quando te fez devia estar com a besana” ou “tirei-te uma foto e ocupaste a memória/com essa cabeça não vais ficar na história” ou ainda “devias morar num descampado/para não incomodar o vizinho do lado”. Neste tema, Carlos Cabeçana é o alvo das críticas azedas de Warrioz do Ghetto e ao qual se pede para ficar “na sua” tal como um aviso entre gangs. Não aconselhável a estômagos fracos, Warrioz do Ghetto é agressivo nas rimas, mostra as raízes do seu sotaque e cospe frases que atacam quem se atravessa na sua vida. Indispensável.

 

 

 

Informação sobre o blog (para ler aquando da primeira visita a este blog)

 

Email:

 

 

(Instruções: o que é e o que é preciso fazer?)

 

Emissões:

Podcast 1

Podcast 2

Podcast 3

Podcast 4 (emissão especial)

Podcast 5

Podcast 6

Podcast 7

Podcast 8

Podcast 9

Podcast 10

Podcast 11

Podcast 12

Podcast 13

Podcast 14

Podcast 15

Podcast 16

Podcast 17

Podcast 18

Podcast 19

Podcast 20

 

 

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Fevereiro 2009

Março 2009

Abril 2009

Maio 2009

Junho 2009

Julho 2009

Agosto 2009

Outubro 2009

Novembro 2009

Dezembro 2009

Janeiro 2010

 

 

Peter Hook ou como um DJ pode ser mágico

 

[PODCAST] November Dub Tape

 

[VIDEO] Novo vídeo dos Micro Audio Waves

 

[VIDEO] Snoop Dogg - "Sensual Seduction"

 

[PODCAST] "Atlantic Connection" com Bruno Belluomi...

 

[INFO] Ölga e La La La Ressonace na ZdB

 

[CONCERTO] Nicole Willis and The Soul Investigator...

 

[DISCO] VA - Movimento Tugastep

 

[INFO] Colecção "Do tempo do vinil" é lançada dia ...

 

[INFO] Entrevista aos Einsturzende Neubauten

 

 

 

 

Posts referentes aos discos mais marcantes de cada redactor do "otites":

 

Juiz:

[DISCO(s): marcante(s)] “Três Selecções

 

Work Buy Consume Die:

[DISCO: marcante] “Blue Lines” Massive Attack

 

Rudi:

[disco mais marcante] "Specials" The Specials

 

Serebelo:

[Disco mais marcante] "Hope Blister" ...smile´s ok

 

Escrito:

[discos mais marcantes] Três selecções

 

Kid Cavaquinho:

[disco mais marcante] Alpha - Come From Heaven

 

CrazyMaryGold:

[discos mais marcantes] Incunabula & Amber...

 

 

Work Buy Consume Die:

 

Escrito:

Rudi:

The English Beat - Beat This
Erode - Tempo Che Non Ritorna
Dance Hall Crashers - 1989-1992 (1993)
One Step Beyond - 45 Classic Ska Hits
The Redskins - Neither Washington Nor Moscow

 

Serebelo:

Tom Zé - Imprensa Cantada

Gorillaz - Demon Days

Bloc Party - Silent Alarm

Arcade Fire - Funeral

!!! - Louden Up Now

 

Kid Cavaquinho:

Africa Funk - Vol. 1

Cubanismo! - Malembe

Gor - Crosaides

Zeca Afonso - Galinhas do mato

Rão Kyao - Porto alto

 

 

 

1 Pouco Mouco

Alta Fidelidade

A Big Black Boat

A Vítima Respira

Braindance

Bitlogger!

Caixa de Ritmos

Clube de Fans do José Cid

Crónicas da Terra

Dance Not Dance

Deep & Lounge

Easy M

Electro-Lights

Electroshocker

Error_404

Grooves Clash

Hit Da Breakz

Intervenções Sonoras

Juramento Sem Bandeira

Major Eléctrico

Mundo Urbano

Música Digital

Music Producer Center

Notas Agudas

O Puto – O Tipo – O Tóto

O Som e a Fúria

Orelha do Ano

Pautas Desafinadas

Percepções

Play On Tape

Quark! Quark!

Queridos Anos 80

R.B.S.

Rádio Tranquera

Revoluções por Minuto

Rita Carmo

Rock em Portugal

Sound + Vision

The Tracker

 

Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

[Buy Opera!]

Get Firefox!

Get Thunderbird

Last FM

ouvidos abusados