segunda-feira, outubro 25, 2004

[DISCO] Plaid "Double Figure"



Talvez desiquilibrado, este “Double Figure”. Estranha, sem dúvida a evolução dos temas neste trabalho, o completar de uma sequência iniciada com “Undoneson”, “Not For Trees” e “Restroof Clockwork”.

A justificação de um trabalho desiquilibrado surge pela variável da qualidade dos temas apresentados: Se, de facto, “Eyen” surge como uma faixa belíssima e de enorme interesse (mas não emblemática deste mar de electrónica abstracta de “inteligent dance music” fundida com melodias mais orgânicas e –quase – chill out como “Zamami”) outros temas são sofríveis. São as quatro primeiras faixas que marcam “Double Figure”. Além de “Eyen” e “Zamami” ainda temos uma exploração electroclash (quer queiramos ou não os Fischerspooner devem ter ouvido este albúm) em “Squance” (MP3) mas um pouco mais escura e minimal quando comparada com as reminiscêncis “eighties” que se espalham pelo mercado. “Assault on Predict Zero” dá o mote para as restantes faixas (são 19 ao todo) em que a electrónica emerge sem pudor de uma forma mais experimental (“Silversum”, “Ooh Be Do” – uma grande faixa – e “Twin Home”). O electroacústico é explorado com grande mestria neste trabalho de Plaid conferindo-lhe o sabor principal de “Double Figure” sendo exemplos conseguidos em “Ti Born” onde o breakbeat se confunde com o sax e a linha de groove por baixo ou ainda em “New Family”, um tema intenso em jeito midtempo com teclados quase clássicos. O disco de 70 minutos termina com “Mayme”, sombrio, lento, arrastado e vocalmente condimentado a pedir um genérico de filme de suspense de Domingo à noite onde as forças humanas retemperadas de fim de semana já se esvairam antes de uma semanda de trabalho.

A estética do albúm é um cruzamento entre tecnologia (ilustrada pela linhas de um aparelho de televisão) um urbanismo só e citadino, tudo isto encaixado numa gama de cores frias com pondo um inlay pouco esclarecedor do que se pode ouvir no CD.

“Double Figure” é um disco que se entranha nos primeiros 20 minutos e se estranha nos restantes, mas que precisa de alguma persistência própria de quem espera por uma nova baforada fresca na IDM.

+info:
site oficial do albúm
info sobre os plaid na warp
site oficial

[WARP "Double Figure" WARPCD84, 2001]

nota: abrir os links das músicas numa nova página

 

 

 

Informação sobre o blog (para ler aquando da primeira visita a este blog)

 

Email:

 

 

(Instruções: o que é e o que é preciso fazer?)

 

Emissões:

Podcast 1

Podcast 2

Podcast 3

Podcast 4 (emissão especial)

Podcast 5

Podcast 6

Podcast 7

Podcast 8

Podcast 9

Podcast 10

Podcast 11

Podcast 12

Podcast 13

Podcast 14

Podcast 15

Podcast 16

Podcast 17

Podcast 18

Podcast 19

Podcast 20

 

 

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Fevereiro 2009

Março 2009

Abril 2009

Maio 2009

Junho 2009

Julho 2009

Agosto 2009

Outubro 2009

Novembro 2009

Dezembro 2009

Janeiro 2010

 

 

[Concerto] "Siouxsie: Dream Show"

 

[info] Halloween Festival Party 2004

 

[Disco] Skatalites - Greetings From Skamania

 

[INFO: net] Absorb e Ishkur's Guide To Electronic ...

 

[INFO] Daddy G na série DJ Kicks

 

[banda] The Gathering: do 'metal' ao 'trip-rock'

 

[Disco mais marcante] "Hope Blister" ...smile´s o...

 

[disco mais marcante] Alpha - Come From Heaven

 

[discos mais marcantes] Três selecções

 

[DISCO: marcante] “Blue Lines” Massive Attack

 

 

 

 

Posts referentes aos discos mais marcantes de cada redactor do "otites":

 

Juiz:

[DISCO(s): marcante(s)] “Três Selecções

 

Work Buy Consume Die:

[DISCO: marcante] “Blue Lines” Massive Attack

 

Rudi:

[disco mais marcante] "Specials" The Specials

 

Serebelo:

[Disco mais marcante] "Hope Blister" ...smile´s ok

 

Escrito:

[discos mais marcantes] Três selecções

 

Kid Cavaquinho:

[disco mais marcante] Alpha - Come From Heaven

 

CrazyMaryGold:

[discos mais marcantes] Incunabula & Amber...

 

 

Work Buy Consume Die:

 

Escrito:

Rudi:

The English Beat - Beat This
Erode - Tempo Che Non Ritorna
Dance Hall Crashers - 1989-1992 (1993)
One Step Beyond - 45 Classic Ska Hits
The Redskins - Neither Washington Nor Moscow

 

Serebelo:

Tom Zé - Imprensa Cantada

Gorillaz - Demon Days

Bloc Party - Silent Alarm

Arcade Fire - Funeral

!!! - Louden Up Now

 

Kid Cavaquinho:

Africa Funk - Vol. 1

Cubanismo! - Malembe

Gor - Crosaides

Zeca Afonso - Galinhas do mato

Rão Kyao - Porto alto

 

 

 

1 Pouco Mouco

Alta Fidelidade

A Big Black Boat

A Vítima Respira

Braindance

Bitlogger!

Caixa de Ritmos

Clube de Fans do José Cid

Crónicas da Terra

Dance Not Dance

Deep & Lounge

Easy M

Electro-Lights

Electroshocker

Error_404

Grooves Clash

Hit Da Breakz

Intervenções Sonoras

Juramento Sem Bandeira

Major Eléctrico

Mundo Urbano

Música Digital

Music Producer Center

Notas Agudas

O Puto – O Tipo – O Tóto

O Som e a Fúria

Orelha do Ano

Pautas Desafinadas

Percepções

Play On Tape

Quark! Quark!

Queridos Anos 80

R.B.S.

Rádio Tranquera

Revoluções por Minuto

Rita Carmo

Rock em Portugal

Sound + Vision

The Tracker

 

Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

[Buy Opera!]

Get Firefox!

Get Thunderbird

Last FM

ouvidos abusados