terça-feira, novembro 29, 2005

[DISCO] Boards of Canada "The Campfire Headfase"

Boards of Canada - The Campfire Headfase

O último disco dos Boards of Canada (BoC), “The Campfire Headfase”, foi lançado em Outubro passado pela WARP sob grande expectativa dos admiradores do duo composto por Mike Sandison e Marcus Eoin. Estes apenas recentemente se declararam irmãos, como já desconfiava a horda de fans da banda; Estranho este pormenor do par visto que o recato, a reserva e o anti-estrelato (comum em artistas de música electrónica ao contrário dos criadores de música rock e pop que (sobre)vivem do “star-system”) sempre foram apanágio do duo escocês. Talvez pela busca incessante e por vezes quase arqueológica de trabalhos e notícias suas realizados pelos admiradores. Cansados desta “aura” os BoC “quiseram” cair nas “bocas do povo”: as entrevistas em revistas multiplicaram-se (inclusive com fotos do duo) e as notícias tão bem comercialmente geridas pela WARP espalharam-se nos fóruns de discussão pela Internet.

“The Campfire Headfase” apresenta-se por fora como um legítimo seguidor dos trabalhos anteriores “Geogaddi” e “Music as the Right to Children” (mais deste), mas em relação ao conteúdo melódico, nem por isso. Especulava-se uma grande viragem na sonoridade BoC, cujos BoC são os próprios (e únicos) autores. Grande viragem não será, mas antes q.b. Alguns dos elementos tradicionais e estruturantes dos Boards of Canada mantêm-se e outros alteram-se: a ausência de vozes infantis e/ou mensagens faladas faz-se notar. No entanto, o “low-fi” característico permanece fortalecido pela adição de instrumentos acústicos como a viola adulterada e suja, efeito da preferência de Mike Sandison e Marcus Eoin. Deste modo, as faixas com viola são condimentadas com lençóis de sintetizadores rugosos e vacilantes (“Chromakey Dreamcoat”, “Satellite Anthem Icarus” e “Hey Saturday Sun” são exemplos); Nesta altura lembramo-nos de “Music as the Right to Children” em detrimento de “Geogaddi” pela aproximação mais ingénua que dura. Por outro lado, a leitura de “Dayvan Cowboy” sugere-nos algo mais: a inclusão de uma guitarra eléctrica (instrumento “maldito” na música electrónica que vem, cada vez mais, ocupando espaço nesta) com efeitos ecosféricos confere a espacialidade própria dos BoC. Nesta faixa os BoC foram longe: ouvem-se duas e não uma música: A componente rítmica rica, texturada e cortada e colada complementa a harmonia do sintetizador, mas rouba-lhe protagonismo devido à forma sumarenta que impõe à música. Sem dúvida, um dos pontos altos de disco que corrobora a informação de Mark quando diz que o trabalho sobre os sons, individuais e em conjunto, foi intenso: “enquanto outros andam às voltas numa música durante quatro dias, nós gastamos o mesmo tempo a aperfeiçoar um som específico como um som de tarola”.

Ainda (e sempre?) agarrados a uma estética sonora vintage, há muito apegada ao universo multimédia do final dos anos 70 e 80 (isto é, TV e rádio) os BoC mantêm, nesse esquema sonoro, a sua base de onde evoluem; Aliás a crítica acusa-os de se rarefazerem o suficiente para se perguntar se os fans manterão a quase religiosidade que os caracteriza. Durma a inteligentsia literária-musical descansada que as raízes se mantêm e que os Boards os Canada não fazem audio-books bíblicos: têm, como todos os artistas, a liberdade de se mover no sentido que melhor entenderem, mas a ITT Ideal Color conserva ainda os documentários do National Filmboard of Canada.

Para quem não apreciou os trabalhos anteriores dos Boards of Canada, “The Campfire Headfase” será apenas um excelente disco de IDM. Não tão grandioso como “Music...”, pelo menos na interpretação do consumidor, mas suficiente para ter este disco na discografia de um amante de música electrónica.

[Boards of Canada, “The Campfire Headfase” 2005, WARP – warpcd123]

 

 

 

Informação sobre o blog (para ler aquando da primeira visita a este blog)

 

Email:

 

 

(Instruções: o que é e o que é preciso fazer?)

 

Emissões:

Podcast 1

Podcast 2

Podcast 3

Podcast 4 (emissão especial)

Podcast 5

Podcast 6

Podcast 7

Podcast 8

Podcast 9

Podcast 10

Podcast 11

Podcast 12

Podcast 13

Podcast 14

Podcast 15

Podcast 16

Podcast 17

Podcast 18

Podcast 19

Podcast 20

 

 

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Fevereiro 2009

Março 2009

Abril 2009

Maio 2009

Junho 2009

Julho 2009

Agosto 2009

Outubro 2009

Novembro 2009

Dezembro 2009

Janeiro 2010

 

 

[NET] Musiquelibre.org

 

Carta de demissão

 

“Sob um ponto de escuta vulnerável”

 

[COMUNICADO] MTV Europe Music Awards

 

[INFO: media] Micro Audio Waves nomeados para os Q...

 

[DISCO: crítica] Ladytron “Witching Hour”

 

[INFO] Imprensa

 

[música] "Parabéns a você"

 

[INFO: net]

 

[DISCO:crítica] Mylo "Destroy Rock n' Roll"

 

 

 

 

Posts referentes aos discos mais marcantes de cada redactor do "otites":

 

Juiz:

[DISCO(s): marcante(s)] “Três Selecções

 

Work Buy Consume Die:

[DISCO: marcante] “Blue Lines” Massive Attack

 

Rudi:

[disco mais marcante] "Specials" The Specials

 

Serebelo:

[Disco mais marcante] "Hope Blister" ...smile´s ok

 

Escrito:

[discos mais marcantes] Três selecções

 

Kid Cavaquinho:

[disco mais marcante] Alpha - Come From Heaven

 

CrazyMaryGold:

[discos mais marcantes] Incunabula & Amber...

 

 

Work Buy Consume Die:

 

Escrito:

Rudi:

The English Beat - Beat This
Erode - Tempo Che Non Ritorna
Dance Hall Crashers - 1989-1992 (1993)
One Step Beyond - 45 Classic Ska Hits
The Redskins - Neither Washington Nor Moscow

 

Serebelo:

Tom Zé - Imprensa Cantada

Gorillaz - Demon Days

Bloc Party - Silent Alarm

Arcade Fire - Funeral

!!! - Louden Up Now

 

Kid Cavaquinho:

Africa Funk - Vol. 1

Cubanismo! - Malembe

Gor - Crosaides

Zeca Afonso - Galinhas do mato

Rão Kyao - Porto alto

 

 

 

1 Pouco Mouco

Alta Fidelidade

A Big Black Boat

A Vítima Respira

Braindance

Bitlogger!

Caixa de Ritmos

Clube de Fans do José Cid

Crónicas da Terra

Dance Not Dance

Deep & Lounge

Easy M

Electro-Lights

Electroshocker

Error_404

Grooves Clash

Hit Da Breakz

Intervenções Sonoras

Juramento Sem Bandeira

Major Eléctrico

Mundo Urbano

Música Digital

Music Producer Center

Notas Agudas

O Puto – O Tipo – O Tóto

O Som e a Fúria

Orelha do Ano

Pautas Desafinadas

Percepções

Play On Tape

Quark! Quark!

Queridos Anos 80

R.B.S.

Rádio Tranquera

Revoluções por Minuto

Rita Carmo

Rock em Portugal

Sound + Vision

The Tracker

 

Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

[Buy Opera!]

Get Firefox!

Get Thunderbird

Last FM

ouvidos abusados