quarta-feira, julho 19, 2006

[INFO] Roger Keith “Syd” Barrett

Syd Barrett

Um dos fundadores dos Pink Floyd morreu na Sexta-feira passada, com 60 anos devido a complicações decorrentes de diabetes de que padecia nos últimos anos como já tínhamos escrito. Não será isso o mais importante, a sua causa de morte.

Syd Barrett seria o líder da banda durante os anos de 1965 a 1967, principalmente na gravação do "The Piper At The Gates Of Dawn" (1967), gravado ao mesmo tempo e nos estúdios ao lado do local onde foi gravado “Sargent Peppers” dos Beatles, tendo Syd Barrett composto 8 dos 11 temas deste álbum, geralmente caracterizado como uns dos primeiros onde o psicadelismo e outros sub-géneros musicais como os blues e o rock se misturam. À medida que a popularidade dos Floyd aumentava, assim como o consumo de drogas psicotrópicas por parte de Syd (especialmente LSD), a sua apresentação nos concertos tornava-se mais imprevisível e o seu comportamento geral um estorvo para o sucesso da banda. Os problemas vieram ao de cima durante a primeira digressão do grupo pelos Estados Unidos no fim de 1967. Ao contrário do que se pensa os restantes membros da banda preferiam consumir álcool em demasia às drogas psicotrópicas.

O trabalho de Syd Barrett diferenciou-se dos restantes pelo seu sotaque inglês quando cantava, pelas poesias infantis e pelo experimentalismo na guitarra que conferia todas as características ao som dos Pink Floyd, bastando para isso ouvir “Astronomy Domine” e “Interstellar Overdrive” do disco The Piper At The Gates Of Dawn". Apesar deste estrelato Syd afastou-se progressivamente da banda sendo alimentado como o “verdadeiro valor dos Pink Floyd” encorajando-o para a carreira a solo. Os dois álbuns são idiossincráticos, mas bastante considerados, “The Madcap Laughs” (1970) e “Barrett” (1971). A maior parte do material de ambos os discos terá sido escrito no seu período mais produtivo (fins de 1966 e princípio de 1967), acreditando-se que terá escrito muito pouco após ter deixado os Floyd. O primeiro álbum apresenta fortes indícios do frágil estado de espírito de Syd, com faixas como "Dark globe" a mostrarem claramente que, apesar de ele ter bom material para trabalhar, era praticamente incapaz de participar activamente em algumas sessões. O segundo disco mostra um maior esforço em conseguir um acabamento mais polido e trabalhado. Em ambos os álbuns Syd Barrett trabalhou com o empresário dos Pink Floyd, Peter Jenner, com Waters, Gilmour e com membros dos Soft Machine. Houve algumas sessões para um terceiro álbum que foram abortadas.

Esse terceiro trabalho foi revelado em “Opel” em 1988 e “Wouldn't You Miss Me - The Best of Syd Barrett” uma compilação dos melhores temas de Syd, editado em 2001.

Syd Barrett sempre foi tabu. Pelas drogas, pela carreira acabada quase antes de começar, pelas muitas perguntas que ficaram sem resposta, pela repercussão que a sua obra teve em artistas como Orbital, David Bowie, Paul McCartney ou Pete Townshend e principalmente pelo desconhecimento sobre Syd. Ele próprio afirma "eu não acho que seja fácil de ser definido. Eu tenho uma mente dispersa. E eu não sou nada que você pensa que eu sou."

+ Info:

 

 

 

Informação sobre o blog (para ler aquando da primeira visita a este blog)

 

Email:

 

 

(Instruções: o que é e o que é preciso fazer?)

 

Emissões:

Podcast 1

Podcast 2

Podcast 3

Podcast 4 (emissão especial)

Podcast 5

Podcast 6

Podcast 7

Podcast 8

Podcast 9

Podcast 10

Podcast 11

Podcast 12

Podcast 13

Podcast 14

Podcast 15

Podcast 16

Podcast 17

Podcast 18

Podcast 19

Podcast 20

 

 

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Fevereiro 2009

Março 2009

Abril 2009

Maio 2009

Junho 2009

Julho 2009

Agosto 2009

Outubro 2009

Novembro 2009

Dezembro 2009

Janeiro 2010

 

 

[INFO] Morreu Syd Barrett

 

[INFO] Squarepusher "Hello Everything"

 

[INFO] Kraftwerk e Aphex Twin

 

[DISCO] Dream Metaphor "[Contact]"

 

[NET] Vídeos

 

[INFO] Portishead e 4Hero

 

[INFO] Gnarls Barkley

 

[OPINIÃO] Dowloads e Indústria Fonográfica

 

[INFO] Jornal "Raio X"

 

[DISCO] Boards of Canada "Trans Canada Highway"

 

 

 

 

Posts referentes aos discos mais marcantes de cada redactor do "otites":

 

Juiz:

[DISCO(s): marcante(s)] “Três Selecções

 

Work Buy Consume Die:

[DISCO: marcante] “Blue Lines” Massive Attack

 

Rudi:

[disco mais marcante] "Specials" The Specials

 

Serebelo:

[Disco mais marcante] "Hope Blister" ...smile´s ok

 

Escrito:

[discos mais marcantes] Três selecções

 

Kid Cavaquinho:

[disco mais marcante] Alpha - Come From Heaven

 

CrazyMaryGold:

[discos mais marcantes] Incunabula & Amber...

 

 

Work Buy Consume Die:

 

Escrito:

Rudi:

The English Beat - Beat This
Erode - Tempo Che Non Ritorna
Dance Hall Crashers - 1989-1992 (1993)
One Step Beyond - 45 Classic Ska Hits
The Redskins - Neither Washington Nor Moscow

 

Serebelo:

Tom Zé - Imprensa Cantada

Gorillaz - Demon Days

Bloc Party - Silent Alarm

Arcade Fire - Funeral

!!! - Louden Up Now

 

Kid Cavaquinho:

Africa Funk - Vol. 1

Cubanismo! - Malembe

Gor - Crosaides

Zeca Afonso - Galinhas do mato

Rão Kyao - Porto alto

 

 

 

1 Pouco Mouco

Alta Fidelidade

A Big Black Boat

A Vítima Respira

Braindance

Bitlogger!

Caixa de Ritmos

Clube de Fans do José Cid

Crónicas da Terra

Dance Not Dance

Deep & Lounge

Easy M

Electro-Lights

Electroshocker

Error_404

Grooves Clash

Hit Da Breakz

Intervenções Sonoras

Juramento Sem Bandeira

Major Eléctrico

Mundo Urbano

Música Digital

Music Producer Center

Notas Agudas

O Puto – O Tipo – O Tóto

O Som e a Fúria

Orelha do Ano

Pautas Desafinadas

Percepções

Play On Tape

Quark! Quark!

Queridos Anos 80

R.B.S.

Rádio Tranquera

Revoluções por Minuto

Rita Carmo

Rock em Portugal

Sound + Vision

The Tracker

 

Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

[Buy Opera!]

Get Firefox!

Get Thunderbird

Last FM

ouvidos abusados