terça-feira, março 29, 2005

[DISCO] Antony and the Johnsons "I Am a Bird Now"

Alturas existem em que tudo o que se ouve é igual. Nada agrada, tudo já foi feito e não vale a pena perder tempo com estas parvoíces. E depois surge algo como isto.
E tudo muda. Já tínhamos falado entusiasticamente deste Antony, aquando da sua passagem pelo Lux. A promessa de conhecer o seu trabalho foi agora cumprida e em boa hora.
Comecemos pelo mais despiciendo, mas que logo prenuncia o que há-de vir: a escolha da capa. Uma fotografia de Candy Darling, estrela de Andy Warhol na cama de hospital, sua última morada, dá a indicação que este não é um álbum comum. No concerto atrás referido Antony tinha referido a importância desta figura e a alegria que teve quando foi autorizado a usar esta imagem, prestando assim sentida homenagem a esta figura. A quem tiver algum tempo para “esta” Candy Darling saltem aqui. Vale a pena, nem que seja para contextualizar a obra que se segue.
A música que se segue. Aqui é que tudo se complica. É que isto está para além de definição. Descrever o que se ouve é, para mim, em casos como estes, sem sentido. Li que a voz de Antony, condensa Nina Simone, com cantores de opereta, com soul, com não sei mais o quê. Eu por mim vos digo, nunca ouvi nada como ele. Existe uma fragilidade em cada tom, uma delicadeza que em qualquer outra voz soaria a falso e nele soa a um mundo inteiro num só tom.
Todos os temas são maiores que a vida. Logo a começar “Hope There’s Someone”. O desespero e a esperança implícita nele raramente tiveram algo como isto para o descrever. Só por este tema deveria ser previsto mais um espaço em qualquer Panteão, para quando a vida abandonar Antony. É o mínimo.
E saber que os restantes temas têm tantas vidas para dar. Seria para mim exaustivo descrever o que sinto por eles. E pior, pecaria por defeito. Não tenham dúvidas, é de paixão que vos falo.
Existem participações dignas de registo que, fosse outro o caso, poderiam desviar a atenção para a obra dessas mesmas figuras, tais como Lou Reed, Rufus Wainright, Devendra Banhart ou Boy George. Mas tal não acontece. É que esta é uma obra maior.
Já há algum tempo que não sugiro um acompanhamento para a audição do que vos falo. Mas aqui o caso é de excepção.
Para ouvir sozinho. Não vejo como partilhar um momento destes com alguém por muito que essa pessoa seja especial. Mas não duvido que exista.
Um vinho cheio, que encha a boca, como o disco vos vais encher o ouvido. Que tal um Quinta Vale de Meão? Admito que a minha carteira não o pode suportar, (em casos destes deveria) por isso aqui ficam outras ideias, Reserva Especial Ferreirinha ou Glória. Não nos preocupemos com as colheitas, são pormenores a mais. Um copo largo, meio cheio, cor rubra à luz duma vela distante.
Todos os vinhos são do Douro, vinhos difíceis de conseguir, mas que possuem neles um encanto raro, uma vida rara que só está ao alcance de poucos. Para degustar só, num prazer solitário. Tanto um como o outro. Um com o outro.

Sítio oficial de Antony and the Johnsons

 

 

 

Informação sobre o blog (para ler aquando da primeira visita a este blog)

 

Email:

 

 

(Instruções: o que é e o que é preciso fazer?)

 

Emissões:

Podcast 1

Podcast 2

Podcast 3

Podcast 4 (emissão especial)

Podcast 5

Podcast 6

Podcast 7

Podcast 8

Podcast 9

Podcast 10

Podcast 11

Podcast 12

Podcast 13

Podcast 14

Podcast 15

Podcast 16

Podcast 17

Podcast 18

Podcast 19

Podcast 20

 

 

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Fevereiro 2009

Março 2009

Abril 2009

Maio 2009

Junho 2009

Julho 2009

Agosto 2009

Outubro 2009

Novembro 2009

Dezembro 2009

Janeiro 2010

 

 

[info] Vive La Fête com 3 datas em Portugal.

 

[Crónica] Três momentos

 

Banda [Kaiser Chiefs] e disco [Employment]

 

[CRÍTICA A CINCO MÃOS] Boards of Canada “Music has...

 

[disco/info] Diary of Dreams - "Nigredo": escuridã...

 

[DISCO] Thievery Corporation "Cosmic Game"

 

Vaga de neve assola electrónica

 

[Banda "Interpol"]

 

[DISCO] Queens of the Stone Age "Lullabies to Para...

 

[REPORTAGEM: netlabel] MiMi

 

 

 

 

Posts referentes aos discos mais marcantes de cada redactor do "otites":

 

Juiz:

[DISCO(s): marcante(s)] “Três Selecções

 

Work Buy Consume Die:

[DISCO: marcante] “Blue Lines” Massive Attack

 

Rudi:

[disco mais marcante] "Specials" The Specials

 

Serebelo:

[Disco mais marcante] "Hope Blister" ...smile´s ok

 

Escrito:

[discos mais marcantes] Três selecções

 

Kid Cavaquinho:

[disco mais marcante] Alpha - Come From Heaven

 

CrazyMaryGold:

[discos mais marcantes] Incunabula & Amber...

 

 

Work Buy Consume Die:

 

Escrito:

Rudi:

The English Beat - Beat This
Erode - Tempo Che Non Ritorna
Dance Hall Crashers - 1989-1992 (1993)
One Step Beyond - 45 Classic Ska Hits
The Redskins - Neither Washington Nor Moscow

 

Serebelo:

Tom Zé - Imprensa Cantada

Gorillaz - Demon Days

Bloc Party - Silent Alarm

Arcade Fire - Funeral

!!! - Louden Up Now

 

Kid Cavaquinho:

Africa Funk - Vol. 1

Cubanismo! - Malembe

Gor - Crosaides

Zeca Afonso - Galinhas do mato

Rão Kyao - Porto alto

 

 

 

1 Pouco Mouco

Alta Fidelidade

A Big Black Boat

A Vítima Respira

Braindance

Bitlogger!

Caixa de Ritmos

Clube de Fans do José Cid

Crónicas da Terra

Dance Not Dance

Deep & Lounge

Easy M

Electro-Lights

Electroshocker

Error_404

Grooves Clash

Hit Da Breakz

Intervenções Sonoras

Juramento Sem Bandeira

Major Eléctrico

Mundo Urbano

Música Digital

Music Producer Center

Notas Agudas

O Puto – O Tipo – O Tóto

O Som e a Fúria

Orelha do Ano

Pautas Desafinadas

Percepções

Play On Tape

Quark! Quark!

Queridos Anos 80

R.B.S.

Rádio Tranquera

Revoluções por Minuto

Rita Carmo

Rock em Portugal

Sound + Vision

The Tracker

 

Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

[Buy Opera!]

Get Firefox!

Get Thunderbird

Last FM

ouvidos abusados