quinta-feira, novembro 11, 2004

[DISCO: vintage] The Solid Doctor ““Beats Means High”



The Solid Doctor, Steven Cobby, é uma entidade efémera enquanto artista, mas mais consequente enquanto front-man da Pork Recordings que albergou já Baby Mamooth, Fila Brazillia (uma das suas metades juntamente com Dave McSherry) entre outros.

Este “Beats Means High” surge em plena explosão trip-hop (este trabalho data de 1996) protagonizada pelos musicos de Bristol e sugere misturas entre electrónica, dub, house e hip-hop.

Steven Cobby lança este trabalho no ano seguinte a “How About Some Ether?: Collected Works 93-95”, uma complação dos seus singles e trabalhos a solo. Com esta etapa cumprida The Solid Doctor realiza este albúm onde se distancia dos sons de Fila Brazillia pela sua dureza e pela sua base melódica mais electrónica e menos orgânica. De facto, apesar de termos faixas que remetem a uma ligação a Fila Brazillia como “Intanauts” ou “Faustian Bargain” (neste caso temos uma colagem ao trabalho do duo devido ao seu groove de baixos e ao “spoken word”) a electrónica presente noutros temas distanciam “Beats Means High” dessa “inevitabilidade”.

Como albúm de trip-hop que é (ou se apresenta) a fusão multidireccional permite uma frescura de géneros musicais durante os setenta minutos de música; Mais ainda, apesar de temas up e downtempo se misturarem (“Sybarit” e “Daddy Mik Mik” com “Our Sorrow”, uma exploração dub mediana) duas faixas sobressaiem: “In The Offing”: uma viagem midtempo com breakbeats leves coadjuvados por um loop de graves melódicos que estrutura toda a faixa. “Intanauts”, uma imagem de Bristol em meados dos noventas com uma linha de baixo muito relaxada e uma conjunto quase aleatório nas percursões escolhidas própria para um dia frio com uma chávena de uma reconfortante bebida a vêr chuva cair. Ainda como temas marcantes apontamos “Faustian Bargain”, uma obra que uma qualquer trabalho dos Fila Brazillia não iria desdenhar pela atmosfera jazzy e orgânica de ritmos.

“Beats Means High” não é um “must-have” numa discografia, mas sem dúvida que condimenta – e muito – uma colecção de discos.

[Pork Recordings “Beats Means High”, Pork 030, 1996]

nota: Abrir o ficheiros numa nova página. Todos os ficheiros (não completos) em MP3.

 

 

 

Informação sobre o blog (para ler aquando da primeira visita a este blog)

 

Email:

 

 

(Instruções: o que é e o que é preciso fazer?)

 

Emissões:

Podcast 1

Podcast 2

Podcast 3

Podcast 4 (emissão especial)

Podcast 5

Podcast 6

Podcast 7

Podcast 8

Podcast 9

Podcast 10

Podcast 11

Podcast 12

Podcast 13

Podcast 14

Podcast 15

Podcast 16

Podcast 17

Podcast 18

Podcast 19

Podcast 20

 

 

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

Dezembro 2008

Fevereiro 2009

Março 2009

Abril 2009

Maio 2009

Junho 2009

Julho 2009

Agosto 2009

Outubro 2009

Novembro 2009

Dezembro 2009

Janeiro 2010

 

 

[concerto] Rammstein - Pavilhão Atlântico - 09/11/...

 

[vinyl] SITIO DO PICA PAU AMARELO

 

[info] Dead Can Dance on tour!

 

[Concerto] Sloppy Joe na ZDB

 

[entrevista] "Equilibrium Music"

 

[Concerto] Mísia "Canto"

 

[discos mais marcantes] Incunabula & Amber...

 

[Disco] Massive Attack "Danny the Dog"

 

[Disco \ qualidade de vida] DEAD CAN DANCE INTO T...

 

[DISCO] Plaid "Double Figure"

 

 

 

 

Posts referentes aos discos mais marcantes de cada redactor do "otites":

 

Juiz:

[DISCO(s): marcante(s)] “Três Selecções

 

Work Buy Consume Die:

[DISCO: marcante] “Blue Lines” Massive Attack

 

Rudi:

[disco mais marcante] "Specials" The Specials

 

Serebelo:

[Disco mais marcante] "Hope Blister" ...smile´s ok

 

Escrito:

[discos mais marcantes] Três selecções

 

Kid Cavaquinho:

[disco mais marcante] Alpha - Come From Heaven

 

CrazyMaryGold:

[discos mais marcantes] Incunabula & Amber...

 

 

Work Buy Consume Die:

 

Escrito:

Rudi:

The English Beat - Beat This
Erode - Tempo Che Non Ritorna
Dance Hall Crashers - 1989-1992 (1993)
One Step Beyond - 45 Classic Ska Hits
The Redskins - Neither Washington Nor Moscow

 

Serebelo:

Tom Zé - Imprensa Cantada

Gorillaz - Demon Days

Bloc Party - Silent Alarm

Arcade Fire - Funeral

!!! - Louden Up Now

 

Kid Cavaquinho:

Africa Funk - Vol. 1

Cubanismo! - Malembe

Gor - Crosaides

Zeca Afonso - Galinhas do mato

Rão Kyao - Porto alto

 

 

 

1 Pouco Mouco

Alta Fidelidade

A Big Black Boat

A Vítima Respira

Braindance

Bitlogger!

Caixa de Ritmos

Clube de Fans do José Cid

Crónicas da Terra

Dance Not Dance

Deep & Lounge

Easy M

Electro-Lights

Electroshocker

Error_404

Grooves Clash

Hit Da Breakz

Intervenções Sonoras

Juramento Sem Bandeira

Major Eléctrico

Mundo Urbano

Música Digital

Music Producer Center

Notas Agudas

O Puto – O Tipo – O Tóto

O Som e a Fúria

Orelha do Ano

Pautas Desafinadas

Percepções

Play On Tape

Quark! Quark!

Queridos Anos 80

R.B.S.

Rádio Tranquera

Revoluções por Minuto

Rita Carmo

Rock em Portugal

Sound + Vision

The Tracker

 

Powered by Blogger

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

[Buy Opera!]

Get Firefox!

Get Thunderbird

Last FM

ouvidos abusados